top of page
  • Foto do escritorÁvila

Desvio - Rapel

Uma boa técnica para evitar atritos

Desvio rapel cachoeira - Cerrado Vertical

Nem sempre é possível instalar ancoragens que direcionam as cordas para descidas limpas e sem atritos durante o rapel, as vezes um simples gerenciamento de atrito é suficiente ou a colocação de uma proteção de corda, no entanto, em alguns casos o desvio será mais eficiente.


O desvio atua dando um novo direcionamento para a corda, sem muda o ponto de ancoragem principal. Ele pode ser instalado em pontos de fixação naturais ou artificiais. Normalmente montado com mosquetões sem trava (se optar por usar um com trava, tenha cuidado para não travá-lo, facilitando assim a passagem da corda) e um cordelete ou fita.


Também pode ser utilizados para evitar movimentos de água perigosos ou zonas de quedas de pedra.




Ângulo do desvio


Devemos estar atentos ao ângulo gerado quando desviamos a corda do seu sentido normal. Quanto maior o ângulo do desvio maior a carga que ele recebera, além disso, um desvio em grande ângulo geralmente são difíceis de se fazer a transposição.

Ângulo do desvio

Considerações


Nem sempre um desvio será uma alternativa viável, porém é uma forma que temos para tornar a progressão mais segura, e menos danosa para as nossas cordas. Em casos onde o ângulo gerado pelo desvio for muito grande, considere instalar um fracionamento em seu lugar.


Iniciantes por vezes podem ter dificuldade em fazer a transposição do desvio, apesar de ser uma manobra simples a prática facilita muito no processo. Uma dica se tiver enfrentando faculdades em transpô-lo é passar só um pouco do desvio e realizar uma blocagem do freio descensor, assim com a duas mãos livres realize o transpasse.

75 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page